CRIANÇA QUE “TRABALHA” NÃO DÁ TRABALHO!

Padrão

crianca-ajudando-na-tarefa-de-casa-10697

Um gênio! Só assim pode ser definida em uma palavra Maria Montessori, psiquiatra, pedagoga, filósofa, pesquisadora, educadora e voluntária italiana, nascida em 1870 cujo método por ela criado transformou a pedagogia no mundo inteiro.

Se na escolinha do teu filho existem mesinhas, cadeirinhas e pias baixinhas, Maria Montessori esteve ali. Esteve e está presente em mais de 20.000 escolas de todos os continentes que seguem o seu método de ensino. Já as mesinhas, ou seja, a adaptação do mundo adulto à criança fora uma ideia por ela criada e seguida praticamente por TODAS as escolas.

Tudo começou com uma sua constatação básica da vida: a criança é um ser completo, totalmente capaz e criativo. Apenas precisam de liberdade para desenvolver as atividades que matem a sua sede por conhecimento, atividades estas que lhes desenvolvem aconcentração e consequentemente a disciplina.Um indivíduo disciplinado é capaz de se guiar sozinho quando tiver que enfrentar e seguir as regras da vida.

Mas para que tudo isso ocorra, é necessário dar às crianças a liberdade de escolha para que cada uma delas possa explorar o que quiser, e assim, desenvolver o interesse que a levará à concentração.

A palavra trabalho foi colocada entre aspas no título pois, a um leitor apressado pode lhe vir a ideia de que se trate de trabalho infantil. Não se trata disso. A palavra trabalhar poderia ser trocada por brincar, mas o método montessoriano usa mesmo trabalhar pois para Maria Montessori a criança se torna pessoa através do trabalho.

A educadora foi a primeira mulher a se formar médica na Universidade Sapienza em Roma e começou a trabalhar com crianças com problemas mentais. Aquelas que todos viam como “coitadas”, “incapacitadas ou menos capazes” Maria, diferentemente, via como capazes e passou a tratar estas crianças como tais, ajudando-as em seus desenvolvimentos. “Ajuda-me a fazer sozinho” poderia ser a frase que resume todo o seu ponto de vista sobre a necessidade infantil em explorar o mundo.

Poderíamos falar horas sobre este gênio que desenvolveu um método ainda hoje tão inovador, que depois de mais de 100 anos passados, será adaptado às novas tecnologias em aplicações para celular e tablets como materiais didáticosinterativos (uma das fortes características montessoriana).

Mas não precisaria necessariamente ter acesso aos materiais didáticos paraaplicar o método montessoriano na educação do teu filho. Bastaria não vê-lo como incapaz ou muito pequeno para desenvolver determinadas atividades que os pais geralmente acham, por exemplo, perigosas. As crianças são curiosas por natureza e deixá-las explorar o mundo como elas quiserem (dentro obviamente de um limite imposto) é colocar em prática o pensamento montessoriano.

Como fazer isso?

Simples, deixe a criança te ajudar em casa nas tarefas diárias. Quanto a idade e as tarefas sugeridas abaixo, inclusive, temos que falar de outra característica do método montessoriano: individualizar a criança, ou seja, cada um é cada um, um gosta muito de matemática, outro menos. Com dois anos a criança pode fazer asatividades aqui sugeridas ou não, cada um é cada um. Veja algumas sugestões e observe teu filho.

Com um ano e meio, dois anos, a criança já pode te ajudar a descascar a mexerica, a banana, o amendoim, o pistache…Você pode supervisionar mas não fique me cima, deixe a criança fazer no tempo dela e deixe que ela descubra sozinha como fazer melhor.

A partir dos dois anos ela pode te ajudar a espremer laranja e a colocar o suco do espremedor no copo, a cortar a maçã, obviamente com uma faca não afiada, assim como a cenoura e outras verduras cozidas. Inclusive, esta tarefa pode fazer com que se interessem mais em comer o alimento que cortaram, facilitando a tarefa de mãe em dar alimento saudável ao filho.

Nessa mesma idade, ou até antes, deixe-as te ajudarem a preparar a comida, por exemplo, a passar o bolinho no ovo batido e na farinha de rosca antes de fritar ou assar; a usar o funil (elas amam um funil); a preparar o pão (tem coisa mais fofa que mãozinhas na massa?); a arrumar a mesa; a tirar o pó dos móveis; a limpar o chão; limpar um vidro; ajudarem na jardinagem; a lavar louça (em escolas montessorianas, existem até mesmo pias baixinhas para as crianças usarem. Em casa, que tal deixá-las lavar, por exemplo o babador, em uma bacia?).

“O maior sucesso de uma professora é dizer: as crianças estão trabalhando como se eu não existisse.”

Uma prova de estar seguindo corretamente o nosso agir educativo é a felicidade da criança.”

E viva Maria!

Fonte fotos: facebook.com

Fonte foto capa: wikipedia.org

Sobre danipeternel

A mãe mais felizzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz :) "Três coisas agradeço a Deus todos os dias de minha vida:o ter-me permitido o conhecimento de sua obra,o haver acendido a lâmpada da fé na minha treva material e o ter-me dado outra vida a esperar depois desta". (Frei Anselmo)

Uma resposta »

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s